quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Fim de caso


Com tanta coisa para fazer e tão pouco tempo acessando a internet, eu acabei deixando de postar aqui a notícia de que eu e meu namorado finalmente terminamos. A coisa já vinha meio morna há algum tempo e acho que foi melhor assim. Depois daquela desastrosa ocasião em que eu tentei fazê-lo se interessar por bondage, e que resultou num fracasso total, aí é que nosso relacionamento lentamente escorreu para o ralo. Talvez tenha sido culpa minha, já que eu passei boa parte do ano passado com uma "depressão light", ou talvez ele não tenha sido capaz de me tirar dessa melancolia, não sei dizer. Seja como for, isso já não importa.

Acredito até que ele esteja meio aliviado em se livrar de mim. O que ele precisa, na verdade, é de uma mulher tão baunilha quanto ele, não uma devassa como eu ("devassa" no bom sentido, bem entendido). Alguém que o acompanhe às missas de domingo com satisfação, não alguém que ande nua pela casa escutando rock no ipod. Ou pior, que sinta prazer em se deixar imobilizar, coisa mais transgressiva. Nao posso negar que, apesar de ter gostado sinceramente dele, sua baunilhez às vezes me deixava doida. E não duvido nada que meu próximo namorado também seja assim, pois eu sou uma espécie de "para-raio de baunilha". Ele não foi o único do gênero na minha vida e é bem provável que não seja o último.

Mas não quero nem pensar em um novo relacionamento por um bom tempo, pois agora minhas prioridades são outras, bem diferentes. Agora que estou solteira e feliz, vou cuidar de certas coisas mais importantes na minha vida. Qualquer dia desses eu preciso me imobilizar de novo, para marcar minha nova fase. Nada melhor do que comemorar qualquer coisa com nude bondage.

4 comentários:

Tigre disse...

Eu acredito que um dia vc encontrará um Bondagista para namorar, o problema é onde procurar né? Os bares temáticos são redutos BDSM e pela internet vc tem medo. Confesso que fiquei com vontade de dar um pulo em Brasilia para trocar umas idéias contigo e falarmos mal de algumas pessoas como seu ex e minha atual.

Marcos Shinobi

Anônimo disse...

Oi Valeria. Eu sinceramente te entendo. Se por um lado a Baulinez, como você mesma diz é interessante de vez enquanto, a inexistente identificação do seu ex com relação ao Bondage, deve ser desgastante.

Por vezes é bom ficar sozinho e se permitir uma boa revisão de tudo que acontece conosco. Talvez seu período Down tivesse uma relação direta com isto. seu inconsciente
Estava inquieto com a situação, levando você inclusive a questionar seus objetivos, o que já tinha construído na sua vida e assim por diante. Ao menos foi o que entendi em alguns posts.

Torço por você Valéria. Você realmente merece uma ótima sessão de Bondage amarrada e amordaçada, quem sabe vendada!!! Divirta-se no trabalho, curta seus livros, vá ao cinema e teatro, Shows de Rock, e se permita encontrar alguém legal no momento certo.

Bjs.

Guilherme.

Valeria Z. disse...

Muito obrigada a todos pelas manifestações de carinho. Vocês são muito legais. Bjs!

VH Carioca disse...

Valéria.

Não sei nem o que dizer.
Tenho pensado muito em relação ao meu relacionamento, exatamente por causa disso.
De qualquer forma, curta voce durante um tempo. Sempre é bom antes de iniciar outro relacionamento.

beijos grandes

VH Carioca